Loading
Parecer técnico científico avaliando o controle reprodutivo (castração) em massa da população canina para a diminuição de casos humanos de zoonoses

Atualmente, a superpopulação de cães e gatos tem se tornado um problema grave de saúde pública e de bem-estar humano/animal. Muitos são abandonados por diferentes motivos, o que gera aumento da população dos animais errantes sem proprietários. Os animais errantes com ou sem proprietários em ambiente urbano representam riscos na transmissão de doenças zoonóticas para a população, e apenas a remoção e eliminação destes não resolvem o problema de abandono em vias pública. É fundamental haja equilíbrio entre a saúde humana, animal e do meio ambiente, e que a sociedade enxergue as interações que acontecem entre elas, por isso é necessário atuar nas causas desta conjuntura. (WHO, 1990; São Paulo, 2000)

Sabendo-se que o controle populacional de cães e gatos é um desafio, principalmente para os grandes centros urbanos, é importante a implementação de novas estratégias visando reduzir os riscos à saúde pública e garantir o bem-estar animal (Nunes et al., 2012). Conforme o Centers for Disease Control and Prevention (2016), aproximadamente 6 a cada 10 doenças infecciosas em humanos são de origem animal, e é neste sentido que o manejo populacional e a dinâmica de animais domésticos torna-se importante assunto para ser pesquisado, com o foco na prevenção de doenças zoonóticas ao homem. Nessa perspectiva, várias motivações corroboram para a elaboração de um Parecer Técnico-Científico (PTC) que possibilite identificar evidências que sustentem a prática de esterilização em massa de cães como medida de controle populacional estes animais e de doenças em saúde pública.

Portanto, o presente trabalho propõe realizar um levantamento e seleção de artigos científicos que contenham a temática sobre a castração em massa de cães e gatos, sua efetividade no controle populacional e eficiência quanto ao uso dessa estratégia como redução de casos humanos de zoonoses, de doenças e agravos em saúde pública. A busca e análise de evidências científicas serão realizadas por meio de revisão sistemática nas principais bases de dados de literatura científica.

Escola de Veterinária da UFMG
Av. Antônio Carlos 6627
Caixa Postal 567, campus Pampulha da UFMG
CEP: 31270-901. Belo Horizonte, MG
TELEFONE DA ESCOLA: +55 31 3409-2001
TELEFONE DO HOSPITAL VETERINÁRIO: +55 31 3409-2000 ou +55 31 3409-2276