Loading
Professor José Aurélio ministra palestra sobre produção sustentável de carne bovina

04.09.2017

O professor aposentado José Aurélio Garcia Bergmann ministrou a palestra "A genética e a produção sustentável de carne bovina", no dia 31 de agosto. Na palestra, o professor discutiu sobre os aspectos genéticos que influenciam a produção animal de maneira sustentável, focando na produção de carne bovina. Ele abordou o papel da genética na eficiência ambiental, na emissão de gás metano e no encurtamento do ciclo de produção.
 
 
Segundo José Aurélio, a produção animal envolve o estudo das questões genéticas e não genéticas, sendo ambas de primordial importância. Dentre as características não genéticas estão o manejo, a nutrição, a parte sanitária, entre outros. Já as características genéticas englobam o estudo do DNA do animal e das características importantes para a produção.        
                                                                            
“Uma boa produção animal possui características genéticas principais que são decisivas em sua eficácia. Podemos citar as características que devem ser o foco de uma produção. Primeiramente, são aquelas reprodutivas, como o início da maturidade sexual e a periodicidade da reprodução. Há também as características de desenvolvimento, que envolvem a habilidade materna - o desempenho do desenvolvimento do gado de corte é importantíssimo para a produção. Além disso, existem as características de qualidade do produto, como a carcaça do gado. Por fim, há a eficiência alimentar e o temperamento do animal.” Explicou o José Aurélio.
 
O professor mencionou na palestra os gases causadores do efeito estufa, dando destaque ao metano produzido por ruminantes. Os estudos genéticos possibilitam a redução da emissão de metano, já que 61% dessa emissão é feita pela pecuária, no Brasil. A eficiência alimentar também foi tratada na palestra, uma vez que possui grande relevância no desenvolvimento sustentável da produção.
 
 
Os estudos de ciência animal são milenares e já possuem um grande suporte tecnológico. Eles procuram otimizar a produção animal, respeitando o meio ambiente e a diversidade da fauna. Esses estudos possuem uma relevância ainda maior no Brasil, que é o maior exportador de carne bovina do mundo. A eficiência da produção proporciona para a sociedade um produto com alto valor proteico e nutricional a partir de explorações altamente tecnificadas.
 
O diretor da Escola de Veterinária da UFMG, professor Renato de Lima Santos, agradeceu a presença de José Aurélio, afirmando sua importância para a instituição. “José Aurélio é uma pessoa respeitada não só na Escola, mas em toda a Universidade e é muito conhecido por todos. Ele me antecedeu na direção da Escola e deixou um grande legado que continuamos mantendo.”
 
O professor José Aurélio Garcia Bergmann foi Pró-Reitor de Pesquisa da UFMG entre 2002 e 2006 e Diretor da Escola de Veterinária da UFMG entre 2010 e 2014. Ele possui extensa trajetória tanto na UFMG quanto em todo Brasil, sendo também reconhecido no exterior. 
 
A Escola de Veterinária completa 85 anos em 2017 e, em comemoração, está sendo promovido um ciclo de palestras sobre diversos temas. A Palestra do professor José Aurélio: "A genética e a produção sustentável de carne bovina" aconteceu no dia 31 de agosto como parte desses eventos.
 
Confira abaixo a programação completa do Ciclo de Palestras dos 85 anos da Escola de Veterinária da UFMG:
 
28/09/2017 - Prof. Nelson Carneiro Baião: Presença da Escola de Veterinária na avicultura brasileira.
 
26/10/2017 - Prof. Vicente Ribeiro do Vale Filho: Eficiência reprodutiva de touros.
 
30/11/2017 - Prof. Ronaldo Braga Reis: A importância da formação do professor na sua atuação institucional.
 

 

Compartilhe:

Escola de Veterinária da UFMG
Av. Antônio Carlos 6627
Caixa Postal 567, campus Pampulha da UFMG
CEP: 31270-901. Belo Horizonte, MG
TELEFONE DA ESCOLA: +55 31 3409-2001
TELEFONE DO HOSPITAL VETERINÁRIO: +55 31 3409-2000 ou +55 31 3409-2276