Loading
Saiu na Imprensa

Se você viu alguma notícia sobre a Escola de Veterinária, envie um email com as informações completas (data; nome do jornal, revista, rádio, tv, ou site; título da notícia; link e/ou arquivo do conteúdo) para comunica@vet.ufmg.br ou entre em contato com a Assessoria de Comunicação pelo telefone (31) 3409-2017.



Veículo de Comunicação: Revista Encontro - 18 de setembro de 2017

 

 

Cães e gatos podem ser alimentados com aquilo que seus antepassados comiam, sabia?

Atualmente, cada vez mais pessoas se preocupam com a alimentação ideal para seus animais de estimação. Algumas decidem tradicional ração pela dieta bio-apropriada ou ancestral, ou seja, oferece aos pets uma refeição próxima ao que os antepassados dos bichinhos comiam na natureza.

Vale dizer que cães e gatos, hoje, possuem a formação genética, o metabolismo e a fisiologia digestória ainda idênticos aos de seus antepassados. Portanto, proporcionar este tipo de alimentação ancestral pode trazer benefícios para o animal.

O veterinário Artur Vasconcelos, do Hospital Veterinário da Escola de Veterinária da UFMG, é um exemplo de quem oferece alimentos livres de processamento para seus cães e gatos. Ele conta que sempre obteve bons resultados. "Dietas frescas oferecem uma gama de nutrientes que dificilmente serão encontrados em dietas processadas. A cada dia se descobre novos nutrientes considerados essenciais, que de qualquer forma, podem estar faltando dentro de um saco de ração", comenta o veterinário.

O especialista lembra que existem diferenças na composição da alimentação oferecida para cães e gatos. Os cachorros, embora devam consumir carnes e ossos, podem comportar-se como onívoros em algumas situações. Gatos, no entanto, são carnívoros estritos. "A melhor nutrição para cães e gatos vai ser alcançada se oferecermos basicamente presas, ou partes de uma presa, em estado natural, crua, com ossos e vísceras", diz Artur Vasconcelos.

Como esclarece o veterinário, a dieta ancestral traz diversos benefícios para os bichinhos, inclundo o menor risco de sobrepeso e o desenvolvimento do sistema de defesa (intestinal e imune). Além disso, ela apresenta maior diversidade de nutrientes e é livre de aditivos químicos e conservantes.

Artur explica que, com paciência e adaptações, a alimentação bio-apropriada pode ser oferecida para qualquer pet. Este tipo de dieta, no entanto, demanda mais tempo dos tutores e, muitas vezes, não é tão prática. "Alimentação é para qualquer animal e, infelizmente, não é para qualque tutor. Definitivamente, ela exige maior dedicação, estudo e tempo por parte dele[tutor]", comenta o especialista.

Caso você tenha se interessado no assunto, o veterinário aconselha buscar informação em publicações especializadas ou consultar um profissional da área.

(com assessoria de imprensa da Escola de Veterinária da UFMG)


Veículo de Comunicação: Bhaz - 13 de setembro de 2017

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) divulgou, nesta terça-feira (12) os nomes que compõem as três chapas que irão disputar a eleição para a escolha do nome do reitor e do vice-reitor da UFMG no período 2018 a 2022. As chapas deverão ser homologadas no próximo dia 19 de setembro, caso não sejam apresentados pedidos de impugnação. Neste dia, no prédio da Reitoria, onde fica a Comissão Eleitoral, ocorrerá, ainda, o sorteio do número de cada uma delas.

Pela ordem, foram inscritos os candidatos Renato de Lima Santos, da Escola de Veterinária (reitor) e Carmela Maria Polito Braga, da Escola de Engenharia (vice-reitora); Sandra Regina Goulart Almeida, da Faculdade de Letras (reitora), e Alessandro Fernandes Moreira, da Escola de Engenharia (vice); Andrea Mara Macedo, do Instituto de Ciências Biológicas (reitora), e Paula de Miranda Ribeiro, da Faculdade de Ciências Econômicas (vice).

Nos dias 8 e 9 de novembro, a comunidade universitária (professores, funcionários e estudantes) votam nas chapas. O resultado, na forma de lista tríplice, com a votação de cada chapa, é enviado ao presidente da República, para que, entre as três, escolha a que irá dirigir a UFMG pelos próximos dois anos. A praxe é que o presidente homologue o nome do mais votado, mas não é obrigatório que isso ocorra, podendo ele optar por qualquer um dos três que compõem a lista tríplice.

Podem votar os servidores dos quadros permanentes de pessoal, a saber: de magistério superior, de magistério de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, do corpo técnico administrativo em educação que estejam em efetivo exercício. Os membros do corpo discente da Universidade também podem votar, a saber: os estudantes de graduação, especialização, residência, incluída a residência pós-doutoral, mestrado e doutorado, exceto aqueles com trancamento total de matrícula ou que não tenham se matriculado no segundo período letivo de 2017 e os estudantes maiores de 16 anos da Escola de Educação Básica e Profissional, completados até o primeiro dia da realização da consulta, inclusive.

Conheça os candidatos a reitor

Renato de Lima Santos

Graduou-se e concluiu mestrado em Medicina Veterinária pela Escola de Veterinária da UFMG. É PhD em Patologia Veterinária pela Texas A&M University. Fez pós-doutorado na University of California Davis, onde atuou como visiting associate e professor livre-docente pela Universidade Estadual Paulista (Unes, de Botucatu). Realizou curso de aperfeiçoamento no Institut Pasteur, de Paris. Professor titular e orientador de mestrado e doutorado na Escola de Veterinária da UFMG e bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq – Nível 1A, foi presidente da Associação Brasileira de Patologia Veterinária (ABP), de 2009 a 2011, e pró-reitor de Pesquisa da UFMG de 2010 e 2014.

Sandra Regina Golart Almeida

Formada em Letras pela UFMG (1986), possui mestrado em Literatura pela University da Carolina do Norte em Chapel Hill (1990), doutorado pela mesma instituição (1994) e pós-doutorado em literatura comparada pela Universidade Columbia, em Nova Iorque. É professora titular da área de Estudos Literários da Faculdade de Letras da UFMG, bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq (1C) e do programa Pesquisador Mineiro, da Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de Minas Gerais (Fapemig). Atualmente, exerce o cargo de vice-reitora da UFMG.

Andrea Mara Macedo

Possui graduação em Ciências Biológicas (1985) e doutorado em Bioquímica e Imunologia (1991), ambos pela UFMG. Realizou estágio de pós-doutorado na área de Genética Molecular e Biotecnologia pelo Núcleo de Genética Médica de Minas Gerais (1992). É professora Associada IV do Departamento de Bioquímica e Imunologia da UFMG, tendo sido coordenadora do programa de pós-graduação em Bioquímica e Imunologia (2005-2009), presidente da Comissão Interna de Biossegurança do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), da UFMG, entre 2003 e 2011, e coordenadora do Núcleo de Pós-graduação do mesmo instituto (2009-2013). Atualmente, é diretora do ICB da UFMG (2014-2018).

*Renato Lima Santos foi Diretor da Escola de Veterinária da UFMG (gestão 2014 - 2017).

 


Veículo de Comunicação: Estado de Minas - 12 de setembro de 2017

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) divulgou, nessa segunda-feira, quais as três chapas inscritas para a eleição do próximo reitorado (2018-2022). As chapas serão homologadas em 19 de setembro.

Segundo a instituição, pela ordem, foram inscritos os candidatos Renato de Lima Santos, da Escola de Veterinária (reitor) e Carmela Maria Polito Braga, da Escola de Engenharia (vice-reitora); Sandra Regina Goulart Almeida, da Faculdade de Letras (reitora), e Alessandro Fernandes Moreira, da Escola de Engenharia (vice); Andrea Mara Macedo, do Instituto de Ciências Biológicas (reitora), e Paula de Miranda Ribeiro, da Faculdade de Ciências Econômicas (vice).

A Comissão Eleitoral poderá receber recursos ou pedidos de impugnação até as 17h do dia 18 de setembro, primeiro dia útil após cinco dias corridos do último dia das inscrições, que foi nasegunda-feira, 11.

No dia 19 de setembro, às 9h, as chapas serão homologadas; às 11h, ocorrerá o sorteio dos números das chapas, na sala 4003, quarto andar do prédio da Reitoria, que abriga a Comissão Eleitoral. Aindad e acordo com a UFMG, a consulta para elaboração de lista tríplice será realizada nos dias 8 e 9 de novembro. Se houver necessidade, o segundo turno ocorrerá nos dias 21 e 22 do mesmo mês. Para mais informações, o telefone é 3409-4426, e o e-mail, comissaoeleitoral2017@ufmg.br.

Os vencedores terão o desafio de administrar a Federal em meio a um cenário de crise. Em 6 de agosto, a reportagem do Estado de Minas mostrou que o orçamento de 2017 é aproximadamente 10% menor do que foi em 2016. São R$ 173,2 milhões, contra R$ 191,8 milhões. “Além de ser menor, está contingenciado. O governo liberou 85% e, se não autorizar os 15% restantes, não só a UFMG, mas todas as outras federais vão entrar em situação grave até o fim do ano”, avisou o atual reitor, Jaime Arturo Ramírez, afirmando que ainda não há qualquer sinalização da União para solucionar o problema.

Oito das 10 obras da UFMG estão paradas. Só não faltam insumos básicos, como materiais de higiene, de limpeza e do dia a dia de laboratórios e salas de aula, porque a universidade fez uma provisão para essas despesas no início deste ano. Ainda sobre a situação, Ramírez foi categórico: “A situação é dramática, extrema, muito grave”. (Com informações de Junia Oliveira)

*Renato Lima Santos foi Diretor da Escola de Veterinária da UFMG (gestão 2014 - 2017).


Veículo de Comunicação: Hoje em Dia - 11 de setembro de 2017

 

A eleição será no início do mês de novembro

A UFMG se prepara para a votação que vai eleger o novo reitorado para os anos de 2018-2022. Três chapas se inscreveram para participar e a eleição será realizada nos dias 8 e 9 de novembro, em primeiro turno.

Pela ordem, foram inscritos os candidatos Renato de Lima Santos, da Escola de Veterinária (reitor) e Carmela Maria Polito Braga, da Escola de Engenharia (vice-reitora); Sandra Regina Goulart Almeida, da Faculdade de Letras (reitora), e Alessandro Fernandes Moreira, da Escola de Engenharia (vice); Andrea Mara Macedo, do Instituto de Ciências Biológicas (reitora), e Paula de Miranda Ribeiro, da Faculdade de Ciências Econômicas (vice).

De acordo com o regimento, a Comissão Eleitoral poderá receber recursos ou pedidos de impugnação das candidaturas até as 17h do dia 18 de setembro.

No dia 19, as chapas serão sorteadas e homologadas. Caso haja necessidade, o segundo turno ocorrerá nos dias 21 e 22 de novembro.

*Renato Lima Santos foi Diretor da Escola de Veterinária da UFMG (gestão 2014 - 2017).


Veículo de Comunicação: Revista Pé de Pet e outros bichos - Junho/ julho de 2017

 


<< ANTERIOR  :: 1 2 3 4 5 ... 104 105 106 ::  PRÓXIMA >>

Escola de Veterinária da UFMG
Av. Antônio Carlos 6627
Caixa Postal 567, campus Pampulha da UFMG
CEP: 31270-901. Belo Horizonte, MG
TELEFONE DA ESCOLA: +55 31 3409-2001
TELEFONE DO HOSPITAL VETERINÁRIO: +55 31 3409-2000 ou +55 31 3409-2276